Farani Café

DESCRIÇÃO DO TRABALHO

O ritual ancestral de fazer uma pausa para o café, transcende gerações e vem com um toque de sofisticação que serve como elo entre passado dos imigrantes italianos que investiram sua força de trabalho no interior paulista e o presente, com a investidora-anjo e referência no empreendedorismo Camila Farani. Isso serviu de contexto ao desenvolvimento das embalagens para a linha de cafés Farani com três tipos: premium, orgânico e cappuccino. A influência de Camila no conceito inspirou a inclusão de um breve resumo na embalagem sobre a trajetória dela, com mais de 30 startups no currículo e negócios como o Farani Cafè.

 

IDEIA

O apelo visual de alto impacto está alinhado à personalidade de Camila e ao papel  dos imigrantes italianos que vierem trabalhar nas fazendas de café no início do século XX. O fundo da letra F é ilustrado por imagens de imigrantes e o consumo de café, funcionando como uma espécie de lastro dos Farani, cujo significado é “aquele que trabalha a terra”, e que funciona para endossar o conceito de qualidade, tradição e sofisticação dos três tipos de café que integram a linha.

EXECUÇÃO

Encontrar o ponto de equilíbrio entre tradição e inovação, de forma a apresentar algo clássico se constituiu no grande desafio desse projeto. A superação se revela no impacto que as três embalagens causam, remetendo imediatamente ao entendimento de que nelas existe uma proposta nova e interessante de seguir um ritual de consumir café construído e aprimorado por gerações.

 

 

RELEVÂNCIA E ADEQUAÇÃO

Despertar o interesse do consumidor em estabelecer conexões com os antepassados, sem abrir mão do mundo novo por meio de rituais como a “pausa para o café” é promover o sentimento de pertença e de valorização desses dois mundos. A linha de embalagens tem a missão de conduzir os consumidores à percepção de valor do produto e dessa tradição dos colonos italianos que vieram trabalhar os cafezais. O consumo de café está associado ao momento pessoal, de requerer uma pausa, e as embalagens fazem a ponte entre o anseio permanente do ser humano por um momento especial e o costume perpetuado gole a gole.